Avatar

Além do Cabelo
Câncer não é escolha. Bom humor é.

16.jul.2013

como escolher uma peruca – parte I

Por Flavia Maoli 7 Comentários , , , , , , ,
Esse corte combinou com meus olhos

Esse corte combinou com meus olhos

Muitas pessoas decidem comprar uma peruca assim que ficam sabendo que vão perder o cabelo por causa da quimio. O problema é que essa não costuma ser uma atividade corriqueira, então todo mundo fica meio perdido, se perguntando: Onde ir? Que modelo comprar? Compro uma igual ao meu cabelo ou aproveito pra revolucionar o visual? Sintética ou de cabelo natural? Tem modelos legais pra homens também???

Como diria Jack, vamos por partes!

1. Procure uma loja especializada

Ou duas, ou três, ou quantas achar necessário! Vale a pena pesquisar, experimentar, pensar… Aqui no Brasil, uma peruca boa não é barata, então se você não vai comprar várias, vale a pena pensar com calma. Além disso, é legal encontrar alguém que atenda com simpatia e paciência, explique as diferenças entre cada modelo, e deixe você experimentar quantas forem preciso! Não se sinta pressionado a comprar só porque a pessoa está lhe dando atenção. Escolher um cabelo substituto é um momento delicado, poxa! Pergunte no hospital ou na clínica onde vai fazer o tratamento que estabelecimentos eles indicam – eles certamente receberam informações de pacientes anteriores!

Não acredite naquele papo de "Noooossa, ficou ótimo!" Quem tem que gostar é VOCÊ!

Não acredite naquele papo de “Noooossa, ficou ótimo!” que muitas vendedoras fazem. Quem tem que gostar é VOCÊ!

2. É hora do questionário!

Antes de escolher o modelo, vale a pena se fazer algumas perguntas:

* Você, normalmente, gosta de mudar o visual?

Se você gosta de acordar com um visual e ir dormir com outro, provavelmente não vai estranhar usar uma peruca diferente do seu último corte de cabelo! Agora, se você acha que cortar uma franja ou fazer luzes é uma mudança suuuuuuper radical, vale mais a pena buscar um modelo parecido com o seu cabelo. Lembre-se: a peruca será parecida com o seu cabelo, nunca será o seu cabelo. Veja a peruca como um acessório e uma possibilidade de mudar o visual durante o tratamento, mas não se frustre se ela não for exatamente igual ao seu antigo cabelo!

* Você pretende usar a peruca diariamente?

Se você pretende usar a peruca para trabalhar, ir a almoços de família, pra noite… enfim, se você quer uma peruca multiuso, o ideal é escolher um modelo que seja discreto e que possibilite adaptações. Aquela peruca ruiva que lembra a Jessica Rabbit fica linda pra ir pra balada, mas talvez não seja muito adequada pra ir pra igreja domingo de manhã…

* Você pretende ter mais do que uma peruca?

Se você tem grana e está a fim de investir em mais de um modelo de peruca, dá pra se divertir brincando de Lady Gaga! Se você precisa escolher uma só, o melhor é pensar com muiiita calma, e escolher uma que seja coringa e se adapte a várias situações e penteados. As com cabelo comprido costumam ser um bom investimento, pois permitem fazer rabo de cavalo (normalmente aquele rabo baixo, mas algumas mais modernas – e mais caras – deixam até prender rabo de cavalo alto!), fazer coque, trança… e inclusive podem ser cortadas, o que permite variar a peruca durante o tratamento!!!

Minhas amigas + minhas perucas = diversão!

Minhas amigas + minhas perucas = diversão!

* Antes do diagnóstico, você estava pensando em cortar o cabelo?

Se, antes mesmo de saber que iria ficar um tempo sem cabelo, você já estava pensando em experimentar um corte mais curto que o seu, talvez seja hora de testar com a peruca! Lembre-se que, dentro de alguns meses, seu cabelo voltará a crescer, e os primeiros cortes serão curtos, então talvez a peruca ajude a fazer uma adaptação entre o cabelo pré-quimio e o cabelo pós-quimio.

3. Sintética ou natural?

Se você imagina que as perucas de cabelo sintético são aquelas que se usa no carnaval, parecendo o cabelo da Barbie, errou rude! Hoje em dia existem modelos lindíssimos, com fios bem tratados (parecendo cabelo mesmo!), com diversos cortes e cores.  Além disso, elas são – beeeem – mais baratas do que as de cabelo natural. Quais as desvantagens? Elas duram menos tempo (em geral 6 meses, se usadas bastante) e não permitem alterar a cor, nem alisar, escovar, fazer baby liss… Já as de cabelo natural permitem fazer esses penteados, podem receber luzes e tintura (feitas por profissional especializado, né? Não pode fazer luzes com blondor!!!) e duram mais tempo (se bem tratadas, duram uns 4 anos), o que é bom para quem vai fazer tratamentos longos. São feitas manualmente usando cabelo natural, o que dá uma trabalheira e, obviamente, custa mais caro! Decidir entre peruca sintética ou peruca de cabelo natural depende do quanto você pode gastar, quanto tempo vai usar e se pretende variar o visual da peruca ou não.

4. Existem perucas legais para homens?

Sim, existem!!! Existem perucas masculinas com cortes variados e cores ótimas, que ficam bem discretas! O ideal é usar a peruca colada – também chamada de prótese capilar. Infelizmente eu ainda não tive tempo de me informar bem sobre esses modelos, mas essa semana ainda vou conversar com a querida Marisa Costa, da VG Estética, e vou ter mais informações para passar aqui em breve! Mas ela me contou que existe até sobrancelha postiça – estou louca pra saber mais!

 

– Quer mandar uma dúvida ou sugestão? Escreva para alemdocabelo@gmail.com, vou adorar responder! 

– Curta a página no facebook: https://www.facebook.com/alemdocabelo

Voltar

Relacionados

  • Touca gelada reduz queda de cabelo em pacientes com câncer Leia Mais
  • Respiração Holotrópica – um método de autoconhecimento Leia Mais
  • Projeto Camaleão lança financiamento coletivo para criação de sua sede Leia Mais

COMPARTILHE


7 respostas para “como escolher uma peruca – parte I”

  1. poptopcine disse:

    Sucesso sempre menina.
    Te admiro demais!
    Bjao, Alexandre Pires.

  2. Ana Kalina disse:

    Achei lindíssimo o teu blog! Você tem muita coragem e encara a vida com muitíssima alegria, parabéns!
    Só você deveria dar uma olhadinha nas perucas sintéticas importadas flor! Eu tenho uma loja de produtos importados e as perucas hoje em dia são super acessíveis, resistentes ao calor (ou seja, dá sim para fazer chapinha e baby liss à la vonté!) e com fio super resistente e de fácil desembaraço. Além do mais, as nossas perucas tem durabilidade de aproximadamente um ano e você encontra em preços bem acessíveis. Um beijão

    • alemdocabelo disse:

      Oi, Ana Kalina!! Muito obrigada pela mensagem e pelo elogio!!! Eu não sabia disso das sintéticas (que duram mais e que dá pra fazer chapinha e baby liss)!! Na loja onde comprei as minhas a moça não me recomendou isso! Vi que você tem loja virtual, vou recomendar para os leitores do blog!! Beijosss

  3. Pammella Mesquita disse:

    Parabéns blog e obrigada pelas dicas e mensagens afins. Só tenho uma grande dúvida, qual o melhor lugar para se comprar uma boa peruca? Algum site ou algo do tipo. Tenho medo de comprar e me decepcionar.
    Obrigada e Parabéns novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *