Avatar

Além do Cabelo
Câncer não é escolha. Bom humor é.

27.out.2015

Dica da Nutri: OMS atualiza lista de alimentos cancerígenos

Por Nutri Fernanda Bortolon Nenhum comentário , , , , , , , ,

A Agência Internacional para a Pesquisa sobre o Câncer (IARC), uma agência da Organização Mundial da Saúde (OMS), colocou o consumo excessivo de carnes processadas – como embutidos ou frios – no Grupo 1 de risco de levar ao desenvolvimento de câncer, principalmente o colorretal. Essa lista inclui dois alimentos que muitas pessoas acreditam ser “saudáveis”: o peito de peru e o presunto. De acordo com o documento, a carne processada é um fator de risco certo para a doença, e carnes vermelhas de um modo geral são um fator de risco “provável”.

 

Eu, como nutricionista, já sabia disso, mas sei que muita gente está #chocada!

Entre os cânceres mais frequentemente associados à carne, aparecem o câncer colorretal e em menor quantidade, os cânceres de próstata e do pâncreas, conforme aponta o estudo. Segundo o Cancer Research UK, enquanto 86% dos casos de câncer de pulmão estão associados ao tabaco, 21% dos casos de câncer de intestino estão ligados ao consumo de carne processada e vermelha.

A quantidade de carne vermelha considerada segura para consumo é 70 gramas por dia para homens e 55 gramas por dia para mulheres para indivíduos normais. Para se ter uma ideia, uma única salsicha pesa 50 gramas, três fatias finas de presunto pesam 40 gramas, sete fatias de salame pesam 40 gramas e uma linguiça pode chegar a 100 gramas. Ou seja: se tratando de carnes processadas, a maioria das pessoas realmente faz um “consumo excessivo” e nada seguro! 

 

CAPA carnes processadas

 

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, no Brasil, serão totalizados 32.600 novos casos de câncer colorretal ao longo deste ano. Destes, 15.070 acometerão homens, e 17.530, mulheres. Esse tipo de câncer é o segundo mais frequente em homens na região Sudeste (22,67 por 100 mil) e o terceiro na região Sul (20,43 por 100 mil), as duas áreas do país onde a ocorrência desse tipo de tumor é maior.  Para as mulheres, esse câncer é o segundo mais frequente tanto no Sudeste (24,56 por 100 mil) quanto no Sul (21,85 por 100 mil). Entre os homens, o tumor colorretal fica atrás apenas do câncer de próstata, e entre as mulheres, do tumor de mama. 

Por isso, pessoal, que tal cortar esses alimentos cancerígenos do cardápio e priorizar nossa saúde?

 

#ficaadica

 

Abraços, 

 

Nutri Fernanda Bortolon 

Voltar

Relacionados

  • Problema de memória? Você pode estar com “chemo brain” Leia Mais
  • A polêmica da carne – o que você precisa saber Leia Mais
  • Respiração Holotrópica – um método de autoconhecimento Leia Mais

COMPARTILHE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *