Avatar

Além do Cabelo
Câncer não é escolha. Bom humor é.

30.out.2015

Outubro Rosa: Anelize Langeloh

Por Vivi Nenhum comentário , , , , , ,

É com muito orgulho que compartilhamos com vocês hoje a história da Ane – que está há quase quatro anos em remissão do câncer de mama! Vamos conhecer um pouquinho mais sobre ela?

2015-09-06 16.00.58 (1)

 

“Descobri um nódulo na mama esquerda em pleno Outubro Rosa de 2011. No mesmo mês o diagnóstico foi confirmado e, o tratamento, iniciado. O tumor não respondeu a primeira etapa da quimioterapia, então em dezembro do mesmo ano fiz mastectomia com reconstrução imediata (TRAM). Optei por essa cirurgia, por que eu não queria sair do hospital careca e “monoteta” – isso iria me colocar muito pra baixo. Eu queria me sentir bem, não me arrependo por nenhum minuto dessa escolha. Cada uma das 9 horas na mesa de cirurgia valeram muito a pena. Quando me recuperei, voltei para a segunda parte das quimios. E depois fiz as radios. Que me machucaram tanto quanto as quimios. Tive asma química, tive que tomar corticoides por um bom tempo. O câncer nunca me teve, mas me rendeu uns 20 quilos a mais na balança. Apesar de todo sofrimento, eu nunca desacreditei da minha vitória. Respeitei o meu corpo. Tive muita paciência. E muita fé na vida. Conforme os efeitos colaterais do tratamento foram passando, eu fui retomando as atividades físicas. E quando meu oncologista me liberou, eu comecei a correr. A corrida mudou a minha vida. Em 4 meses, eu eliminei 14 quilos correndo. Aprendi que não temos controle sobre nada. Por isso, vivo a cada dia, uma vida inteira. Continuo sendo uma otimista incorrigível e uma pessoa eternamente grata pela VIDA!” 

Nome: Anelize Langeloh

Idade em que foi diagnosticada: 35 anos.

Cidade e local onde fez o tratamento: Clinionco, em Porto Alegre (RS).

Qual tratamento fezou está fazendo: Quimioterapia, cirurgia, radioterapia e hormonioterapia.

Profissão: Gestora financeira.

O que mais gosta de fazer nas horas de lazer: Atividades físicas ao ar livre.

Ane durante o tratamento, em 2011.

Ane durante o tratamento, em 2011.

 

Além do Cabelo: Você faz alguma atividade que acredite que ajude a manter seu corpo e mente saudáveis?

Anelize: Sim, a corrida mudou minha vida.

FB_IMG_1439200420734

AdC: Durante o tratamento, o que mais ajudou para que te sentisse bem?

Anelize: Não perder a fé na vida.

anecareca4

 

AdC: O que fez você aceitar participar desta entrevista e dividir sua história com os leitores do blog?

Anelize: Durante meu tratamento, ler sobre guerreiros que passaram pelo mesmo que eu e que já tinham superado, me fazia um bem danado. Hoje em dia, procuro passar a minha história adiante para que inspire todos aqueles que estão iniciando essa luta.

AdC: Qual mensagem gostaria de deixar para quem está fazendo tratamento?

Anelize: Acredite sempre na sua vitória. Esqueça as estatísticas. Escute seu corpo. Permita-se. Os dias cinzas surgirão, a tristeza e a insegurança também. Mergulhe fundo nisso tudo, chore, grite, fique reclusa, você tem cinco minutos para fazer isso e  depois enxugar as lágrimas e retornar a luta. Esses cinco minutos podem ser várias vezes ao dia, não importa. Desde que você não se perca neles.  Perdoe. Ninguém e muito menos você é culpado por estar passando por essa batalha. E o mais importante de tudo: pense na sua vida depois do tratamento. Projete-se lá, linda, curada, cabeluda e VIVA! Não esqueça de praticar uma atividade física que te agrade, pois ela ajuda na tua recuperação e diminui a chance de recidiva! Jamais esqueça de que o melhor ainda está por vir! Boa sorte e coragem!

 

IG ANE

 

Ane, muito obrigada por dividir conosco sua história! Parabéns pela mudança de vida pós câncer e por ser essa pessoa iluminada! Encerramos com chave de ouro nosso Outubro Rosa 2015, não acham?

 

Beijos, 

 

Vivi e Flavi 

 

 

Voltar

Relacionados

  • Histórias que Inspiram: Caroline Alencar Leia Mais
  • Histórias que Inspiram: Marina Roos Guthmann Leia Mais
  • Histórias que Inspiram – Natani Schirmer Leia Mais

COMPARTILHE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *