Avatar

Além do Cabelo
Câncer não é escolha. Bom humor é.

19.out.2015

Outubro Rosa: Carla Câmara

Por Alice Falleiro Nenhum comentário , , , , , ,

Olá pessoal! Hoje vamos contar um pouco sobre como a camaleoa Carla driblou as mudanças durante o tratamento quimioterápico contra o câncer de mama – além de aprender a brincar com os looks variados, a Carlinha ainda passou um monte de dicas legais para nós! Venha ver!

 

IMG-20151011-WA0003-1 (1)

 

Nome: Carla Câmara

Idade: 33

Que fase está do tratamento? Fazendo radioterapia.

Cidade onde fez seu tratamento: Porto Alegre (RS).

Sua frase preferida é: A paz que você procura está no silencio que você não faz. Gosto desta frase, porque aprendi a meditar nessa fase e fazer yoga. Foi uma coisa muito boa! Isso porque tive que parar de nadar por causa da imunidade, mas agora já incorporei a yoga na minha vida. Recomendo para todos!

 

Carlinha antes de começar a quimio, participando da segunda edição do Projeto Camaleão no Iguatemi, em junho.

Carlinha antes de começar a quimio, participando da segunda edição do Projeto Camaleão no Iguatemi, em junho.

Além do Cabelo: Como foi para você a perda do cabelo? Você raspou antes de cair, esperou cair para raspar ou deixou o cabelo cair naturalmente sem intervir?

Carla: Quando começou a cair, raspei, mas já havia feito um corte chanel.

AdC: Você recomendaria a outras pessoas fazerem o que você fez no processo da queda de cabelo?

Carla: Sim.

Modelando para uma loja de roupas - liiiinda!

Modelando para uma loja de roupas – liiiinda!

 

AdC: Que mudanças físicas você teve por causa do tratamento? Dentre elas, qual (is) te incomoda(m) mais?

Carla: Foram poucas mudanças. A perda de cabelos e pelos, além da queda de unhas.

Adc: Como você prefere sair de casa? De lenço, de peruca, careca, de turbante…?

Carla: Gosto de variar, depende da ocasião e do meu humor.

AdC: Você teve algum evento importante (casamento, formatura, festa de aniversário) para ir durante o tratamento? Que look você escolheu?

Carla: Tive a formatura de uma amiga e festas de aniversário. Usei lenços e, às vezes, peruca…

 

Dando um rolé pela cidade - e arrasando na combinação peruca + turbante!

Dando um rolé pela cidade – e arrasando na combinação peruca + turbante!

AdC: Tem algum look que você curtiu muito e queira compartilhar conosco?

Carla: Tiveram vários look que eu adorei! Alguns deles estão nessas fotos!

AdC: O que você tem feito para melhorar sua autoestima durante o tratamento?

Carla: Fiz fotos. Fiz uma tattoo de henna na cabeça e uso maquiagem. Antes de cair o cabelo, aproveitei e fiz dread locks, que sempre foi uma vontade minha e AMEI!

 

cc3b3pia-de-img-20151011-wa0008

AdC: Que truques de beleza você aprendeu por causa do tratamento?

Carla: A careca não me faz sentir que tenho cara de doente, mas as falhas na sobrancelha sim. Encontrei um lápis bem baratinho da marca Vult, na cor exata da minha sobrancelha, que é um castanho meio acinzentado, e para mim fica mais bonito e natural que a sombra marrom.

 

AdC:  Você usa lenços? Qual sua amarração preferida? Como você faz para combinar o lenço com a roupa – tem alguma dica para nossas leitoras?

Carla: Eu usei mais turbantes e toucas, pois meu tratamento foi em meses de frio. Usei lenços mais alegres com roupas lisas.

 

Combinando a peruca com um gorrinho - o resultado fica super natural!

Combinando a peruca com um gorrinho – o resultado fica super natural!

 

AdC: Você já saiu ou tem saído com peruca? Se sim, como você descreveria a sensação de sair em público pela primeira vez? Tem alguma história engraçada ou surpreendente para contar?

Carla: Comprei uma peruca de cabelo natural e um top de cabelo sintético. Sai de peruca algumas vezes, porém não curto muito, me incomoda e sinto coceira. Uso peruca sempre que visito meus avós, eles são velhinhos e não sabem do tratamento. Acho que a peruca combinada com um acessório, como um turbante, fica bonita, mais natural, porque sem nada fica feia, dá para ver o acabamento e ai prefiro escolher outra opção.

Já fui para a balada com uma peruca emprestada, e no meio da noite fiquei com calor – tirei a peruca, guardei na bolsa e curti o resto da festa careca.

Fui convidada para tirar fotos para uma loja, em função da careca também,sinto que as pessoas me olham com curiosidade, e muitas nem percebem que meu cabelo caiu por causa do tratamento.

 

Descobrindo outras carecas no Projeto Camaleão - em agosto.

Descobrindo outras carecas no Projeto Camaleão – em agosto.

    

AdC: Você já saiu careca em público? Como se sentiu? Tem alguma dica para quem quiser arrasar no look carecosa?

Carla: Saio bastante careca, as vezes sem maquiagem e careca, por exemplo quando vou para a yoga.  Acho que se usar uma roupa bonita, um salto alto, a careca fica bem, não acho que fiquei menos feminina. Percebi que as crianças, principalmente as menores gostam muito, acho que elas me vêem como um bebê grande!

 

Prestigiando a exposição fotográfica do Projeto Camaleão com a colega camaleoa Gabriéla Pacheco.

Prestigiando a exposição fotográfica do Projeto Camaleão com a colega camaleoa Gabriéla Pacheco.

AdC: Que dica de maquiagem e/ou beleza você daria para quem vai iniciar ou está em tratamento?

Carla: Minha dica é de não supervalorizar os cabelos, como eu fiz. Antes de começar o tratamento, eu estava muito nervosa, comprei uma peruca sob medida, bem cara e de início até foi uma segurança, porém praticamente não uso. Eu acho que devemos ser menos ansiosas, o câncer me ensinou isso. Aprendi a diminuir meu ritmo, cuidar mais de mim, aproveitar o agora e não deixar de aproveitar minha vida. O câncer não tirou minha alegria de viver.

 

INSTA CARLA

Carla, muito obrigada por compartilhar seus truques e dicas para manter a autoestima lá em cima durante o tratamento. Certamente eles vão ajudar muita gente a dar um up no visual e driblar essa fase!

Ao longo de todo mês de Outubro vamos postar dicas e truques de mulheres que tiveram câncer de mama ou estão em tratamento como a camaleoa Carla. Não percam!

 

Beijos,

 

Alice e Flavi

Voltar

Relacionados

  • Histórias que Inspiram: Caroline Alencar Leia Mais
  • Histórias que Inspiram: Marina Roos Guthmann Leia Mais
  • Histórias que Inspiram – Natani Schirmer Leia Mais

COMPARTILHE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *