Avatar

Além do Cabelo
Câncer não é escolha. Bom humor é.

09.abr.2017

Respiração Holotrópica – um método de autoconhecimento

Por Luci Nenhum comentário , , ,

A Respiração Holotrópica é uma técnica de respiração que aumenta a quantidade de oxigênio no cérebro e permite alcançar estados alterados de consciência sem uso de substâncias químicas.

 

Em culturas antigas, bem como na tradição do yoga e em tribos africanas utilizam-se técnicas de respiração que induzem a estados superiores de consciência. Em terapias contemporâneas, a Respiração Holotrópica ™ tem sido utilizada com grande êxito para atingir este mesmo objetivo.

 

O método utilizado na Respiração Holotrópica ™ – desenvolvido por Stanislav e Christina Grof – combina respiração mais rápida e profunda que a habitual, música evocativa, trabalho corporal e arte, permitindo que os participantes ampliem sua consciência e se conectem à sabedoria interna e à capacidade de cura própria. Para realizar uma sessão de respiração holotrópica é necessário um ambiente confortável e seguro, bem como o acompanhamento de facilitadores certificados pelo método.

 

Com esse método, é possível se reconectar a memórias  esquecidas, do nascimento e da vida pré-natal. Além disso, muitos relatam experiências transpessoais – conectados com o inconsciente coletivo, o transcendente e o cosmos. Essas experiências podem nos ajudar a desenvolver um senso de sentido e objetivo à nossa vida, ajudar a superar crises existenciais e despertar uma visão mais compassiva para conosco, pela humanidade e para com o planeta.


Para a Psicologia Transpessoal, nossos traumas estão escondidos nos cantos profundos do nosso psique. Ali, eles podem apodrecer, eventualmente tornam-se doenças físicas ou emocionais mais tarde, mas muitas vezes estão mascarados por nossos egos.

A técnica da Respiração Holotrópica é conhecida por ajudar a aliviar a dor crônica, curas de depressão, liberação da raiva, melhorar condições médicas como a asma, enxaqueca, ou tensão pré-menstrual, a recuperação apoio do vício, receber insights intuitivos, ou simplesmente fornecer clareza em áreas problemáticas de nossas vidas, dando uma sensação de maior conexão com o físico, emocional.

 

Em fevereiro tive a oportunidade de participar de um seminário de respiração holotrópica na Suíça. Pude comprovar que é possível sim alcançar estados superiores de consciência por meio de respiração e música. Deitei-me em um colchão posicionado no chão, cobri-me e coloquei um tapa olhos. Após algum tempo respirando rápida e profundamente e entrar em conexão com a música, comecei a sentir uma energia forte em algumas partes do corpo, como mostra a figura abaixo: mãos, barriga, pés, bacia, olhos e cabeça.

 

Antes da sessão de respiração começar, somos orientados a prestar atenção nas tensões que aparecem no corpo e “ampliar” os movimentos. O local onde mais senti esta energia (tipo uma leve “cãibra”) foi nas mãos. Pra liberar a energia, comecei a movimentá-las e, senti que o ritmo da música me levava a fazer movimentos como mudras indianos e comecei a dançar , a me mexer de um lado pro outro, mexer a cintura também. A sensação era de ter entrado num transe com a música e estar fazendo uma apresentação de dança indiana, o que de fato já fiz e amei quando fui pra Índia.

Depois cai numa viagem profunda e estava levitando no universo, curtindo a harmonia do ritmo do cosmos. Eu também tinha um “super poder” de pintar com as palmas das mãos uma “cor universo” e mandava boas energias pro mundo. A sensação que tive foi de liberdade e conexão com o universo. Vieram-me também outras imagens em mente que espero recuperar em alguma pintura futura.

Após a respiração, fomos convidados a pintar uma mandala pra expressar um pouco da experiência vivenciada. Na minha pintura quis passar esta imagem de “flutuando” no universo junto com estrelas e energias positivas. Cada mandala ficou bem diferente da outra. Adorei esta parte criativa do workshop também! Pintei com as mãos mesmo – a ideia era fazer uma pintura bem intuitiva.

 

No dia seguinte à sessão de respiração, teve uma roda de troca de experiências. Pude perceber que a “viagem ao mundo interior” de cada um foi bem diferente e pessoal.

Fiz uma pesquisa online e descobri que há workshops de respiração holotrópica no Brasil também. Dois sites interessantes para quem quiser saber mais são o Holotrópica, o Al Jardim e a  Holotropic Breathwork online community – é só clicar nos nomes para abrir os sites.

Também encontrei dois vídeos com músicas usadas para os exercícios – mas lembre-se que é indicado ter um facilitador experiente junto para sua segurança!

 

 

E aí, o que você achou deste post? O que você achou desta técnica de respiração?

Aqui no Além do Cabelo a gente acha que as melhores conversas acontecem depois da publicação dos posts e nos divertimos bastante com os comentários. Então, por favor, escreva aí embaixo!

Até o próximo post!
Beijos,
Luci

Voltar

Relacionados

  • Para ler: Minha lista de prioridades Leia Mais
  • A polêmica da carne – o que você precisa saber Leia Mais
  • Projeto Camaleão lança financiamento coletivo para criação de sua sede Leia Mais

COMPARTILHE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *